Blog / Textos, artigos e reflexões

Dance, dance, dance

"Dançando com hábitos e temores - A única forma de descobrirmos quem realmente somos é aprender a dançar [com os nossos hábitos e medos]. Dançar significa reconhecer a energia pura de uma situação e mover-se com ela (energia). Nosso modo usual de operar é avaliar uma situação para ver se ela nos ameaça ou nos beneficia: o que eu ganho - ou do que eu me livro? Por nos aproximarmos com esse sentimento de suspeição e embate, achamos que estamos no controle das coisas. Mas na verdade nossas ações habituais do passado estão simplesmente se manifestando. Ao invés de digladiar com a situação, podemos escolher dançar com ela. 
Dançar requer de nós consciência do espaço e dos objetos à nossa volta. Não podemos nos mover de qualquer maneira. Devemos também estar alertas e atentos ao nosso parceiro. Ninguém está totalmente no controle. Aprender a relaxar e dançar reduz nosso medo e cria espaço e consciência às nossas respostas habituais. E isso traz uma sensação geral de bem estar." Dzigar Kongtrul Rinpoche


Publicado por Marcelo Maluf em Segunda, 1 de fevereiro de 2016 Marcadores: dança da realidade, dança, movimento, consciência